Atrações locais

Coordenadas geográficas
Latitude: 6 ° 22 ’10 “Sul
Longitude: 35 º 00 ’28 “Oeste
Área
249.1 km ², equivalente a 0.47% da área do estado
Norte – Oceano Atlântico e Canguaretama
Sul – State of Paraiba
Leste – Oceano Atlântico
Oeste – Canguaretama

No dia 31 de dezembro de 1958, através da lei no. 2338, a cidade se desmembrou de Canguaretama e recebeu o nome de Bahia Formosa, por se encontrar na enseada que forma a única baía do estado.
Atualmente, a cidade continua a seguir sua vocação histórica e tem como principal atividade econômica a produção agrícola e a pesca.

Em Baía Formosa localiza-se a maior reserva preservada de Mata Atlântica do Rio Grande do Norte: a Mata da Estrela, com uma área de mais de 2000 hectares.
Visitações e passeios são restritos por ser uma Reserva privada de patrimônio natural, tombada pelo estado.
Na Mata da Estrela, a lagoa Coca-Cola é um atrativo à parte, com suas águas escuras que os nativos acreditavam ter poderes medicinais e de rejuvenescimento.

Bela e entrecortada por aspectos selvagens da natureza, a cidade ainda respira um ar completamente inexplorado.
Localizada na costa sul do Rio Grande do Norte, Bahia Formosa fica a 94 km de Natal, 110 km de João Pessoa (PB) e 220 km de Recife (PE) pela rodovia BR-101.

A beleza natural é sua principal atração, e é possível encontrar cerca de 26 km de praias semidesertas, cercadas por 2365 acres de mata atlântica e exuberantes mangues.
A Estrela Atlântica, uma reserva de mata Atlântica nativa à beira mar, com lagos, trilhas, flora e fauna exuberantes, não pode deixar de ser visitada.
A Lagoa Araraquara é também chamada Lagoa da Coca-Cola devido à água escura, fruto da pigmentação das raízes de árvores e da composição química do solo rico em iodo e ferro.

A cidade está localizada às margens de uma baía onde diariamente aparecem golfinhos.
O pôr do sol no porto da cidade apresenta um visual indescritível.
Não perca o final da tarde no porto, para apreciar os barcos que retornam do mar e relaxam à mercê das ondas.
O nome Baía Formosa foi dado porque esta foi a única baía da costa a respeito da qual, quando descoberta pelos portugueses, foi exclamada a frase “Oh, que linda baía!”.

 

As ondas da região são consideradas muito boas e a “tribo do surfe” da cidade é respeitada nos circuitos amadores e profissionais de surf no país.
Em mais de 26 km de litoral, há três rios importantes: o Rio Guaju, na divisa com a Paraíba, Rio Cunhaú e Rio Sagi.

Entre as praias mais bonitas, está a praia Olhos d’Água, cujo nome vem das nascentes de água doce que emergem na areia.

É completamente deserta, com ondas leves e constantes, fazendo uma escala musical própria. A praia do Coco, com o morro da Cotia e a praia do Golfinho, o centro urbano mais próximo de Baía Formosa.

O município tem somente duas áreas ocupadas: a cidade de Baía Formosa, que é a sede do município, e a vila de Sagi, onde há bancos de areia monazítica, muito caranguejo, peixe e uma reserva de Peixe-Boi.
Além, obviamente, de tudo o que pode ser encontrado no extenso mangue, inteiramente preservado.